quarta-feira, 13 de junho de 2012

A Cigarra




No tronco da árvore
Ela descansava
Temerosa
Movimentos leves
A afastavam
Do homem
Voraz
Capaz
De destruir
Mas, não...
Ele a queria
Viva
Para sempre
A cantar
Mas ela silenciava
O medo
Assombrava
E então
Ele a eternizou
Na imagem
Da tela
Porque a vida
Da bela
É fugaz

Sonia Salim